Dificuldades emocionais e famílias

As emoções, são experiências afetivas e subjetivas que podem ser desencadeadas por um objeto ou uma citação excitante, estão associadas ao temperamento, personalidade e motivação. São determinantes para o sentimento de bem-estar subjetivo. E os sentimentos por sua vez se referem às experiências subjetivas das emoções, uma consequência de uma emoção com características mais duráveis.

As emoções principais são: o medo, a vergonha, a alegria e a raiva. Principais distúrbios/enfermidades emocionais: sentimento de alienação, impaciência, ansiedade, solidão, dificuldade de concentração, distanciamento afetivo, transtornos de humor, estresse, sentimento de impotência e depressão.

Como cristãos todos nós temos sentimentos e emoções e não precisamos nos livrar delas e nem nos sentirmos culpados por senti-las; em vez disso, precisamos aprender a expressá-las da maneira adequada e da forma correta, buscando o equilíbrio emocional. É importante desenvolver a capacidade de demonstrá-las quando são positivas e úteis, e de controlá-las quando são negativas e destrutivas.

A Bíblia nos instrui a sermos equilibrados. Em geral, os problemas emocionais se iniciam quando tentamos não ter emoção nenhuma ou damos margem a todas as emoções que sentimos, desenvolvendo problemas emocionais graves. Ser movido emocionalmente não é o mesmo que se guiado pelo Espírito Santo, às emoções sempre devem ser submetidas à sabedoria.

“O coração alegre é bom remédio, mas o espírito abatido faz secar os ossos”. (Pv 17:22).